Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Peregrina neste mundo

Sou peregrina na terra; não escondas de mim os teus mandamentos. Salmos 119:19

Peregrina neste mundo

Sou peregrina na terra; não escondas de mim os teus mandamentos. Salmos 119:19

Moti - A História de um Evangelho - 2ª parte

«Ó minha mãe precisa ir depressa procurar Jesus, Ele é um grande médico, tem curado muita gente _ mesmo aqueles que têm estado doentes tanto tempo como eu. Preciso ir ter com Ele.» _ «Ó filha, mas como hei de eu encontrar esse médico… nunca ouvi falar tal nome. Como soubeste tu alguma coisa dele?» _ «Tenho aqui uma carta que fala d’Ele» _ «Onde está essa carta?... mostra-ma. Se eu o puder encontrar decerto que te levarei a ele.»

Assim, o livrinho de capa verde saiu do seu esconderijo debaixo do travesseiro e Moti mostrou-o à mãe, dizendo: «Aqui está, mãe, aqui está a carta». _ «Lê, filha, que eu escuto». E mais uma vez foi lida a linda história e o amor do Grande Médico brilhou através dela e lhes chegou ao coração. _ «É verdade, minha filha, que Ele é um médico admirável; precisamos ir procurá-lo. Mas como o poderemos encontrar? Irei onde tu compraste este livro». _ «Infelizmente, este livro comprei-o a um viajante que encontrei e com certeza agora já seguiu caminho e não sei para onde». _ «Bem, nada podemos fazer senão esperar que o teu irmão mais velho chegue… ele nos indicará o que for melhor».

Esperaram ansiosamente a volta do irmão, e disseram-lhe o que se passava, mas qual não foi o espanto de ambas quando viram o seu rosto turvar-se de ira e ele exclamar: «Dêem-me esse livro; dêem-mo imediatamente… isto é o pior contágio!» E rasgando-o em bocadinhos lançou-o no fogo, acrescentado: «Tenham cuidado, não tornem a trazer livro igual a êste para casa».

Pobre Moti! Ela chorou dias e dias, e nos longos meses que se seguiram, o Nome Sagrado estava oculto nas profundezas do seu coração, onde a esperança nunca se desvaneceu completamente.

Dois ou três anos depois estava Moti um dia sentada à beira da estrada e viu uma pequenita vestida um pouco diferentemente do geral das raparigas hindus; chamou-a e perguntou-lhe quem era. A criança respondeu: _ «Eu sou cristã». _ «Então se és cristã deves conhecer aquele grande médico que se chama Jesus, e saber onde Ele mora. Quero que me leves lá». _ «Oh! Mas Ele não é médico, e eu não te posso levar ao pé d’Ele. Ele está no céu. Tu não podes saber nada a respeito d’Ele; és uma rapariga hindu», respondeu a outra, e lá foi a correr para a escola.

 

Moti não compreendia porque era que toda a gente parecia querer evitar que ela encontrasse este grande médico, mas apesar disso não ia assim abandonar a empresa. Por isso perguntou  a uma pobre mulher que costumava vir da cidade todos os dias para lavar a louça em sua casa: «Manori, já viste Jesus?»

 Leituras Cristãs, 1918

image012121224.jpg